top of page

História da La Greno

Tudo começou em 2015, em uma viagem de férias quando visitamos a Suíça e lá conhecemos dezenas de chocolaterias artesanais espalhadas pelo país. Uma em especial chamou a nossa atenção. No térreo a loja, no subsolo a fábrica e no sobrado os dormitórios. Aquilo era inspirador, renda e moradia em um único espaço. Além do chocolate ser perfeito, pois é um produto versátil e de grande aceitação. Aproveitamos para conhecer a Fábrica da Cailler e todo o seu processo de produção. Neste momento veio algumas perguntas: é possível produzir chocolate em casa e como fazer melhor do que os que fazem aqui?

Ao chegar em São Paulo e pesquisar na internet, a Luiza Abram acabara de ser entrevistada pela Paladar com o título “A menor fábrica de chocolate do mundo”. Então, sim era possível produzir chocolate em pequena escala!

Na entrevista, a Luiza comenta que a inspiração veio através um livro do Migoya “Elements of deserts” que ganhou do seu pai. Compramos este livro na mesma hora. Passamos a estudar mais a fundo a fabricação de chocolate bean to bar. Fomos ao mercadão municipal, compramos alguns cacaus e testamos a fermentação em casa. Compramos a primeira melanger em uma viagem aos Estados Unidos, e nos inscrevemos em curso de fabricação de chocolates bean to bar, participamos de feiras, eventos e mais cursos. Estruturamos nossa fábrica no quintal de casa, que possuí dois ambientes com uns 50m2 no total.

Para o nome La Greno, contratamos uma empresa especializada em branding, que casou perfeitamente, pois significa “O Grão”, origem do nosso chocolate.

Sabemos que temos muito trabalho pela frente, e o que nos motiva é essa busca pela independência, entregar produtos de qualidade e principalmente clientes satisfeitos. 

História: Bem-vindo
História: Vídeo
bottom of page